Sinecarga
Filiado a UGT
Novo Horário de Atendimento: De 2ª a 6ª feira das 8:00 às 12:00
Notícias

Movimento social perde Oniro Camilo, líder do Mineiros de Butiá

Movimento social perde Oniro Camilo, líder do Mineiros de ButiáPublicada - 27/10/2020

Com grande pesar, a direção da União Geral dos Trabalhadores do Rio Grande do Sul (UGT-RS) lamenta a morte de mais um quadro relevante da luta classista causada pela Covid-19. Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores do Estado Do Rio Grande do Sul (NCST/RS) faleceu no dia 27/10, após duas semanas de internação.

Na mais difícil das horas, nos solidarizamos a todos os familiares, amigos e companheiros de jornada desse incomparável líder sindical, que partiu aos 58 anos, vítima da Covid-19, após duas semanas de internação em Hospital da cidade de Estrela.

Conhecido em todo o estado e na região Sul do Brasil por sua à frente do Sindicato dos Mineiros e da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), Oniro Camilo era um dos líderes do movimento pró-duplicação da Rodovia BR-290 e estava à frente das demandas da região Carbonífera.

Em mensagem, o presidente da NCST, José Calixto Ramos, lamentou a perda do dirigente e disse partilhar as melhores energias pela recuperação da esposa de Oniro, que continua internada também em tratamento contra a Covid-19.

A NOVA CENTRAL – Oniro Camilo foi empossado presidente da Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST), em maio de 2015, em substituição a Valter Souza, presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias da Construção Civil de Portyo Alegre (STICC), que faleceu repentinamente. Na ocasião, José Calixto Ramos, presidente nacional da Central reuniu a diretoria da NCST gaúcha e conduziu o então 1º vice-presidente à presidência, que lamentou o fato de assumir naquela condição.

Exemplo de liderança social, Oniro teve sua atuação ligada à defesa dos direitos sindicais e trabalhistas das categorias profissionais do setor público e privado de todos os campos, bem como pela defesa intransigente da unicidade sindical, do custeio compulsório e do sistema confederativo, bandeiras históricas da Nova Central.

Consciente de que as lideranças sociais deveriam disputar o poder político, concorria a uma das vagas na Câmara de Vereadores de Butiá pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT).

Norton Jubelli,
Presidente da UGT-RS